.

Sete cantigas para voar

Sofia Dinger

Tenho este projecto de me transformar em pássaro: chamemos-lhe obsessão ou, para os mais comedidos, violentíssimo desejo. tomei esta decisão de entender a vida como Sinfonia composta por diferentes movimentos emocionais. chamemos-lhe obstinação ou, para os mais comedidos, evolução natural dos acontecimentos. todos os sentimentos se podem ouvir e até o silêncio revela as vibrações emanadas por tudo o que, algum dia, viveu. ou se mexeu. desde os batimentos do coração do Yeats ao raminho de árvore cuja quebra ninguém notou. tenho este projecto de compor sete cantigas para voar. para cada uma, escolherei uma companhia (seja pessoa ou fantasma). Chamemos-lhe compromisso com o sonho.

Os possíveis sete títulos: A voz humana do pássaro. Exposição de asas partidas. A morte da gaivota que, afinal, era cisne. Os braços das asas da gaivota que, afinal, era cisne. Construir pássaros com as próprias mãos (uma viagem à Rússia). Olho de pássaro de fogo. E composição falhada entre cantos.

 

Tenho este projecto: durará ano e meio.
(é que a aprendizagem de um voo tende a ser lenta.
mas o céu pode, ainda, ser largo.
E, porventura, desafinadamente alegre.)