.

“Um Esqueleto de baleia na casa dos avós”

{project-author}


“Sabes que a Sophia de Mello Breyner disse que a casa dos avós era tão grande, tão grande, que no sótão caberia o esqueleto de uma baleia?"
E agora vamos ao sótão...

Inspirando-se numa memória de infância de Sophia de Mello Breyner – a visão de um esqueleto de baleia da casa dos seus avós – Leonor Keil cria uma série de episódios coreográficos que aludem ao processo de descoberta, de desenvolvimento e de adaptação da memória.
A dança surge como agente mediador do mundo, em que o corpo (e com ele a sua personalidade), se molda ao mundo real, mas também o transforma.

 

Colectivo: Leonor keil, Rui Catalão, Carlota Lagido, Bruno Pernadas, Cristóvão Cunha
Coreografia e interpretação: Leonor keil
Apoio à dramaturgia: Rui Catalão
Figurino: Carlota Lagido
Música: Bruno Pernadas
Luzes: Cristóvão Cunha
Produção: [PI] Produções Independentes | Tânia M. Guerreiro
Coprodução: Teatro Maria Matos
Apoio: Câmara Municipal de Lisboa / Polo Cultural Gaivotas | Boavista
[PI] Produções Independentes é uma estrutura apoiada pela República Portuguesa – Ministério da Cultura / Direção-Geral das Artes.

 

Promo

Vídeo integral